VISITANTES

DIREITOS AUTORAIS

DIREITOS AUTORAIS

MEU VÍDEO LOG

ARTE É VIDA

Tuesday, November 30, 2010

*O CÁLICE DE NOSSA SENTENÇA*

*O CÁLICE DE NOSSA SENTENÇA*




O CÁLICE DE NOSSA SENTENÇA

Por Sandra Waihrich Tatit

O cálice da vida transcorre e transborda, independente de nossa vontade e de nossas expectativas, é transitivo nas dores e tristezas, tudo vem e passa, acontecimentos inusitados nos assaltam, ficamos muitas vezes dependentes de circunstâncias inevitáveis, efêmeras porém pesadas, elas transcorrem alheias à vontade dos seres que as vivenciam. Nosso destino é implacável em muitos momentos, nada podemos contra sua determinação imposta, resta-nos apenas a resignação e a prática constante do amor, amor ao ser humano, amor à vida que apela nosso aperfeiçoamento e nossa parcela de colaboração. Cada dia é um desafio, uma sentença a cumprir, cada manhã um ato heróico, em cada amanhecer um improviso, em cada saudade um conformismo. Perdemos nossos seres queridos e choramos, voltamos a caminhar, as perdas inevitáveis nos assaltam, ao vermos e sentirmos nossa pequenez, capitulamos e nos entregamos ao Poder Maior, que nos norteia em nossas mais profundas pretensões terrenas. Somos um e somos muitos, somos a eterna síntese dos tempos, sonhamos, caminhamos e desistimos, muitas vezes persistimos e nos lançamos arrebatados ao alcance de nossas grandes metas, de nossas colheitas e de nossa profunda essência, nosso cálice e a nossa sentença. O dia após dia, maltrata nossos corações, tristes ou já cansados, muitas vezes desamados, testando a nossa resistência, nos sentimos então, limitados diante das forças maiores de nosso ser inteiro, que transcende às adversidades. Nossa meta é seguir adiante, de nada adianta a estagnação, precisamos equilibrar o nosso movimento na dimensão terrena, cumprirmos a nossa sentença de vida, pois é transitivo o cálice das nossas provações, nada é definitivo neste estágio finito, a transitoriedade nos assusta e nos intimida, na transitoriedade das horas e dos tempos, nossa fé grita e nos administra em nossas agruras. Ainda que de muito alto possamos cair, mais alto será o nosso ressalto e, certamente mais eternizada a nossa permanência na memória inexpugnável da vida, na taça dos nossos melhores dias, no cálice de nossa sentença.

Sandra Waihrich Tatit

Direitos Autorais Protegidos

Lei 9610/98



No comments: